History

Nov 11, 2011

Ministério dos Transportes realiza estudo para navegação fluvial no kwanza


Category: News
Posted by: laurinda

Ndalatando -  Um estudo  para a realização de um projecto sobre transportes fluviais ao longo do rio Kwanza será realizado pelo Ministério dos Transportes, anunciou em Ndalantado, Kwanza Norte, o titular da pasta, Augusto da Silva Tomás.

 Em declarações à imprensa, no quadro das comemorações dos 36 anos da Independência Nacional, Augusto da Silva Tomás disse que o estudo visa identifacar a possibilidade de navegação  no rio kwanza, no quadro das acções do sector que visam articular a província e consequente reforço dos sistemas de transporte do Kwanza Norte para outras regiões do país.

Ainda no quadro das acções do governo direccionadas ao reforço do sistema de transportes na região, referiu, o Kwanza Norte beneficiou nos últimos anos de uma frota constituída por cerca de 75 autocarros, 90 camiões e consequente reinício da circulação do comboio dos caminhos de ferro de Luanda/Malanje.

 Visando garantir uma cobertura integral da província em temos de transportes, Augusto da Silva Tomás disse que a região conta a partir de hoje com um aeródromo recentemente reabilitado e modernizado e a altura para receber aeronaves de pequeno e médio porte, factor que vai facilitar o processo dos transportes e interligação da província com outras regiões do país.

 A reabilitação do aeródromo denominado "Comandante Ngueto", orçada em USD 57 milhões, compreendeu a extensão da pista para 2.200 metros de cumprimento e 30 de largura,  construção de um hangar com capacidade para quatro aviões, duas unidades do corpo de bombeiros, um stock de combustível, estacionamento de viaturas, modernização e ampliação da placa de apoio à descolagem e aterragens de aeronaves.

Ainda segundo o ministro, o país conta actualmente com cerca de mais de 20 infra-estruturas aeroportuárias, entre os quais o internacional 4 de Fevereiro, em Luanda, bem como aeroportos e aeródromos nas províncias de Cabinda, Cunene, Benguela, Malanje e Huambo, estando ainda para breve a inauguração dos aeroportos do Uíge, Zaire, Lunda Sul, Moxico e Namibe, devendo o referido programa abrangir as 18 províncias do país.